16
jun
10

O homem da Copa

Em 94, havia um  trauma nacional em relação à Copa. Depois de rodarmos no carrossel holandês, sermos garfados pelos hermanos,  pararmos num italiano que fez um pacto com o diabo exatamente no dia de enfrentar o Brasil, perdermos para os franceses nos pênaltis e para nossa própria mediocridade em  90, já eram 24 anos de espera, uma geração inteira de frustração.

Na Copa dos EUA, Parreira instituiu o futebol-resultado e aos trancos e barrancos, graças ao talento malandro de Romário e a um chute milagroso de Branco  no jogo contra a Holanda, chegamos a final. Novamente, como em 70, contra a Italia. Mas as semelhanças param por aí. O jogo foi chato, amarrado, o zero a zero um resultado natural para duas seleções que entraram em campo mais com medo da derrota  do que desejo pela vitória. E vieram os pênaltis…

Foi então que apareceu o homem da Copa:  Taffarel. Não por haver defendido o pênalti de Massaro, que acabaria dando a tranquilidade necessária para acabarmos com o prolongado jejum.  Poucos, em meio à festa enlouquecida que tomou conta do país logo após a conquista, se lembram. O goleiro brasileiro parou a sua (mais que  merecida) comemoração e foi consolar seu colega italiano, Pagliuca.

Taffarel soube diferenciar rivalidade de inimizade, mostrou força e caráter ao respeitar a dor do próximo, ganhou mas (ao contrário do que acontece hoje em dia no combalido futebol carioca) não debochou do adversário.

Transformou-se, naquele momento, no homem da Copa e em meu herói pessoal. Um campeão de fato e moral.

Anúncios

5 Responses to “O homem da Copa”


  1. junho 17, 2010 às 4:09 pm

    Boa lembrança a sua, Victor. Taffarel, mais que um lider destacou-se por sua humanidade.
    E o Dunga, hem? Aff, por enquanto tou preferindo o da Branca de Neve, rsss… Beijos

  2. junho 18, 2010 às 10:24 pm

    Vivo há poucas copas, e confesso que não sou muito de futebol.
    Mas acho muito legal observar como as pessoas ficam, como tudo as tranforma, e de fato, mexe com elas.
    Ler o que você escreve é sempre muito prazeroso!

    =*

  3. junho 22, 2010 às 1:33 am

    Victor,
    parabéns pela página virtual. Você pode entrar em contato comigo? Quero marcar um dia para você se apresentar no Terça ConVerso no Café e divulgar o seu livro. Que tal dia 13/07?
    Abraços

  4. junho 22, 2010 às 9:03 pm

    Vai que é tua, Victor Colonna !!!!!!!!!!!!!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: