23
maio
10

Desinspiração

Clarice Lispector disse uma vez que não escrever era o mesmo que estar morto.

Faz duas semanas, portanto, que sigo morto.

Há épocas em que as ideias se estragam, estrangulam-se antes de vir à tona. Como frutas que apodrecem antes de amadurecer.

Nessas horas, a indignação sobe e a indignidade desce sobre o artista.

Aos mortos, pelo menos, permitem-se velório e enterro.

Mas ao artista morto em vida há 14 dias, até missa é proibido. Missa de duas semanas nem com liberdade poética.

Anúncios

4 Responses to “Desinspiração”


  1. 1 perere
    maio 24, 2010 às 3:40 pm

    esses períodos são bons para malhar um músculo chamado humildade(mas ainda bem que sabemos que é só por um período). duduperere

  2. maio 26, 2010 às 2:08 pm

    “como uma pera se esquece dormindo numa fruteira”
    para escrever bastam palavras, “palavras ao vento”,
    palavras apenas, palavras pequenas, palavras, momentos…”

  3. maio 26, 2010 às 5:13 pm

    Querido, sabe o que mais gosto em ti? O teu exagero natural pra falar dos sentimentos. Às vezes, as gente precisa “morrer” pra renascer ou reciclar. Sosssegue, eu hein? Aliás, até morto, tu escreves bem, rsss…

  4. junho 4, 2010 às 6:05 pm

    Nessas horas, a gente lê coisas dos outros, olha pela janela do ônibus, paga as contas, beija os amigos, caçoa dos inimigos, canta no banheiro, faz guerra de travesseiro sozinho. Depois de um tempo a inspiração volta ao seu caminho.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: