24
jun
09

A ÉTICA DE NORMINHA

 

 

Norminha, como  muitos de vocês devem imaginar, é a fogosa personagem da novela “Caminho das Índias”.

Sensual, infiel, ciumenta, sedutora, ela é, sem dúvida, a personagem mais interessante da morna trama da emissora global.

Dona de uma personalidade particularíssima: é infiel, porém não desleal. Ama (à sua maneira) seu marido, cuida dele, faz para ele os pratos preferidos, morre de ciúmes dele, mas na calada da noite sai para encontrar-se com outros homens.  Ama somente  um homem, mas não é mulher de um homem só.

Pois bem: no capítulo de segunda-feira passada, a  moçoila deu um show. Ao perceber que Suellen (seu antigo desafeto na trama) estava sendo atacada por um grupo de pitboys, não pensou duas vezes; pegou a arma do marido, atirou para o alto e dispersou o bando de covardes.

Norminha  mostrou que  devemos  defender até os nossos desafetos. Não porque gostamos deles, mas por uma questão de justiça.

Mostrou que para sermos verdadeiramente humanos devemos ficar acima de nossas simpatias. Pois defender quem se ama é muito simples. Difícil, no mundo egoísta em que vivemos, é defender quem não se gosta.

Difícil, porém não impossível, como mostrou a personagem magnificamente vivida por Dira Paes, neste verdadeiro show de ética!

Anúncios

0 Responses to “A ÉTICA DE NORMINHA”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: