22
abr
09

Amizade virtual

Tenho uma conhecida cujo computador deu pane, tilt geral, como se costumava dizer nos anos 80. Ela chamou o técnico mas não conseguiu recuperar os dados, ou seja, o computador passou a ser como um replicante do filme Blade Runner, sem nenhuma memória do passado.

Dia desses, ela, furiosa, estava reclamando que além de vários contatos profissionais, havia perdido alguns amigos, por conta do episódio.

Mas como é possível perder amigos por conta de uma pane no computador?  Com amigos compartilhamos alegrias, tristezas, desapontamentos, esperanças, lembranças, sonhos.

De um amigo temos que saber um mínimo: onde moram,  do que gostam, o bar que freqüentam,  onde ficam na praia, o local de trabalho.

De um amigo devemos saber o máximo: segredos e detalhes que nos permitam imaginar até onde vamos encontrá-los no caso de perder contato.

Talvez, o que essa minha conhecida quisesse dizer é que não tinha tempo para procurar os  supostos amigos. Mas para um  verdadeiro amigo  sempre sobra tempo, sempre acha-se tempo. Um amigo não se perde assim, pois  não está apenas no mailing ou na agenda do celular. Um amigo, um amigo  de verdade se inscreve é no coração da gente!

Anúncios

6 Responses to “Amizade virtual”


  1. abril 22, 2009 às 4:36 pm

    Talvez o melhor e único verdadeiro amigo dela fosse o computador

  2. 2 Cydia
    abril 23, 2009 às 1:17 am

    MARAVILHOSO.
    LIÇÃO DE MORAL!
    BEIJOS

  3. 3 sandra cirino
    abril 23, 2009 às 10:56 pm

    oi poeta ,
    adoro um amigo real, que posso beijar, abraçar, amar,
    olhar nos olhos e saber onde o encontro até no maior
    silêncio … não tenho “um milhão de amigos”, mas tenho
    um amigo que sei onde mora, sei onde acho, sei onde
    nosso amor começa e jamis termina … VOCÊ !
    BEIJOS MEUS AMIGÃO DE TANTOS ANOS E DE TANTOS ABRAÇOS.
    Mais um hoje, especial, pois vc é muito especial para
    todos daqui !
    Sandrinha

  4. 4 Julia
    abril 23, 2009 às 11:30 pm

    Pois é! Nessa era de superficialidade é natural que fosse criada a fast friendship (da qual a sua conhecida parece ser fiel partidária). Afinal, amizade mesmo, das boas, dá trabalho, exige dedicação. Ter um amigo do peito (como dizia meu pai) significa diversão, risadas, bons momentos, bom papo, mas também chorar junto segurando a mão, enxugando as lágrimas, consolando…Aposto que essa sua conhecida adora um Big Mac.

  5. abril 24, 2009 às 12:20 am

    grato pela visita e por me adicionar ao seu charmoso blog… voltarei com mais calma e estou lhe adicionando tb
    abraço

  6. abril 24, 2009 às 3:48 pm

    bah!… esculachou com a piguancha


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: